ESTA FIRMA FOI FUNDADA EM 31-12-2004.

sexta-feira, março 06, 2009

Exactamente como em Paris...

Há cerca de uma dúzia de anos, passeando por Paris, dei conta da realização de algumas feiras que decorriam em ruas mais ou menos centrais da grande cidade.
Fiquei algo perplexo, pois pensava que a colocação de bancas com fruta, peixe, roupas, calçado e outras mercadorias, não fosse muito conveniente à preservação da limpeza que tinha detectado na generalidade das artérias.
Alertado pela minha mulher, que viveu longos anos em França, fiquei para ver o final de uma dessas feiras.
Então, entendi tudo. No momento de desarmar a tenda, os comerciantes, juntavam cuidadosamente todo o lixo, faziam atados de embalagens vazias, enquanto que uma brigada dos serviços municipais de limpeza já estava a postos para tudo recolher e tudo limpar.Decorrida meia hora, quem passasse no local nem saberia que ali tinha estado uma animada e concorrida venda.
Exactamente como acontece por cá.
Em Rio Tinto, o dia grande no Mercado Municipal, é ao Sábado.Acorre muita gente e juntam-se muitos comerciantes. O mercado está em vias de mudar de local, para ali ser construído um fórum cultural. Os comerciantes têm-se manifestado contra.
Agora vejam estas imagens, que recolhi no domingo, ou seja, no dia seguinte e vejam que não há qualquer diferença relativamente ao que descrevi em Paris.
E se tivesse fotografado na manhã de segunda-feira, o espectáculo seria o mesmo, porque o respectivo pelouro da cãmara municipal, decidiu que, ao fim de semana, não há recolha de lixos.foto Peciscas

foto Peciscas

Etiquetas: , ,

quinta-feira, março 05, 2009

Qual terá sido o destino do panfleto?


No passado Sábado, antes do jogo de futebol Porto-Sporting, foi distribuído, no Estádio do Dragão, o panfleto que a imagem documenta. Como se pode ler, com o louvável intuito de chamar a atenção dos espectadores, para a necessidade de colaborarem na reciclagem e na preservação do ambiente.

Para lá da discutível ideia de se usar papel (não me parecia do tipo reciclado) para se apelar à defesa do ambiente, qual terá sido o resultado deste campanha?
Designadamente, qual a resposta dos destinatários à pergunta final do panfleto?

Imaginem!

É claro que a maior parte do pessoal que comentou este post acertou mesmo na resposta.Findo o jogo, um pouco por todo lado, centenas, milhares, destes panfletos, jaziam, a demonstrar a ineficácia, para não dizer, a incongruência da campanha.

Etiquetas: , ,

quarta-feira, março 04, 2009

Bate naquilo que é seu...

São frequentes as notícias que falam em violência doméstica e no apoio que as suas vítimas devem merecer da sociedade.
Mas, pelos vistos, nem toda a gente pensa assim.
Ora atentem na letra de um faduncho que está gravado e que já tem passado na rádio.
E, ainda por cima, é para ser cantado por uma mulher...

Amo um homem a meu jeito
Valente como os que são
Tem tatuagem no peito
E lá dentro um coração

Com ciúme são de lume
Seus olhos que me consomem
Gosto de o ver com ciúmes
Acho-o mais belo,mais homem

Plos seus lábios de veludo
Com que amor eu sou beijada
Beija-me ás vezes por tudo
Bate-me ás vezes por nada

Dizem porque me bateu
Que o seu amor é postiço
Bate naquilo que é seu
Ninguém tem nada com isso!


Nota- esta letra não foi inventada por mim. Existe mesmo e, repito, está gravada.

Etiquetas: ,

terça-feira, março 03, 2009

Hoje, em Brasília, esperemos que se comece a fazer JUSTIÇA PARA FLAVIA:


Hoje, dia 3 de Março, estará, finalmente, em julgamento, no Superior Tribunal de Justiça de Brasília, o caso de Flavia, que se arrasta há mais de dez anos nos tribunais.

Hoje, vamos dar todos as mãos, estabelecendo uma corrente de energia solidária, que, ultrapassando mares e continentes, possa iluminar a consciências dos Juízes que vão apreciar este recurso, levando-os a uma decisão humana e justa.

Hoje, 3 de Março, estamos ainda mais próximos da Flavia e da Odele, na expectativa de notícias que, de algum modo, nos compensem por tanta espera e tanta ansiedade.

Mas também fica a certeza de que, seja o que for que aconteça em Brasília, a nossa presença junto da Flavia e da Odele, nunca esmorecerá. Elas contarão sempre connosco!

Força e coragem, amigas!

Etiquetas: , ,

segunda-feira, março 02, 2009

A propósito de Darwin

Há personalidades que ficam na História porque marcam viragens decisivas no pensamento colectivo da Humanidade. Porque, para além da inteligência, tiveram a coragem de afrontar o que era impensável pôr em dúvida. Por vezes, com inegáveis riscos pessoais.
Aristóteles, Galileu, Einsten, Jesus Cristo, por exemplo.
E Darwin, de que se comemoraram recentemente os duzentos anos de nascimento.
Este cientista, ao criar a teoria da "Evolução das Espécies", veio mostrar que, afinal, o homem não era o centro das coisas, mas sim mais um elo de uma longa cadeia de transformações vitais, num mundo em permanente mudança.
Ora, essa teoria, foi, na altura, considerada como subversiva e, mesmo o próprio Darwin, conciente de que estava a colidir com valores bem poderosos,designadamente religiosos, reservou a divulgação das suas teses apenas a amigos mais próximos.
Com o decorrer dos tempos, sucessivas contribuições da ciência, haveriam de, por um lado, confirmar a justeza da teoria e, por outro, corrigi-la em alguns aspectos.
Ainda hoje, a teoria do Criacionismo, que se opõe ao Evolucionismo, não se dá por vencida e contrataca com argumentos a seu favor.
E, afinal, a história do pensamento, tem sido sempre um pouco assim. Feita de génios visionários que, de onde a onde surgem a rasgar clarões, mas que têm que lutar contra os dogmas e poderes estabelecidos. Que bem melhor fariam se fossem capazes de ouvir, reflectir, avaliar das razões dos outros, em vez de tentar sufocá-los com a imposição do silêncio e do obscurantismo.

Etiquetas: ,