ESTA FIRMA FOI FUNDADA EM 31-12-2004.

sábado, abril 09, 2005

MÁRIO-HENRIQUE LEIRIA -2


Image hosted by Photobucket.com
NOIVADO

Estendeu os braços carinhosamente e avançou, de mãos abertas e cheias de ternura.
- És tu Ernesto, meu amor?
Não era. Era o Bernardo.
Isso não os impediu de terem muitos meninos e não serem felizes.
É o que faz a miopia.

CASAMENTO

"Na riqueza e na pobreza, no melhor e no pior, até que a morte vos separe."
Perfeitamente.
Sempre cumpri o que assinei.
Portanto estrangulei-a e fui-me embora.

in Contos do Gin-Tonic, Ed, Estampa

sexta-feira, abril 08, 2005

MEMÓRIAS

Image hosted by Photobucket.com
Nasci muito perto daqui.
Ao fim da tarde, via passar o comboio que vinha de Vila Real, sempre meio assustado com o bafo ruidoso do vapor das velhas e imponentes máquinas a carvão.
Nesta estação, desembarcavam, no verão, centenas de pessoas que vinham a águas, os "veraneantes", diziamos nós.
Depois, pouco a pouco, tudo caiu.
As termas perderam clientes. A linha de caminho de ferro foi desactivada. A estação ia sucumbindo às ruinas.
Julgo que foi recuperada para um qualquer projecto que não terá vingado.
Ficam as memórias.

quinta-feira, abril 07, 2005

Image hosted by Photobucket.com
Image hosted by Photobucket.com
A imagem que hoje vos mostro tem, também, já muitos anos.
Este timorense, provavelmente hoje já não será vivo.
O seu nome, singelo- João Baptista.
Fazia, como muitos outros, trabalhos domésticos para patrões portugueses que ali cumpriam serviço militar ou que trabalhavam na administração do território.
Este homem simples e ingénuo era de uma lealdade e de uma honestidade sem limites.
Aprendi com ele o pouco tetum que hoje já quase esqueci.Fazia, com ele, diariamente, as contas das compras para a casa, de que se encarregava escrupulosamente. Mesmo sendo analfabeto, sabia de cor todos os tostões que tinha gasto e nunca faltava dinheiro. Tudo certinho!
Soubemos construir uma amizade feita de coisas aparentemente correntes, sem muitas palavras.
Havia por lá quem criticasse a relação que, na casa onde vivíamos, eu e mais dois amigos, estabelecíamos com este empregado (lá eram designados por "mainatos" - termo que tinha um certo sentido pejorativo). Primeiro porque lhe pagávamos um bom bocado acima da média (mesmo assim, uma verba diminuta para a quantidade e qualidade do trabalho produzido). Depois, porque o tratávamos humanamente. Contra a voz corrente que afirmava coisas como "um mainato? trezentos paus por mês e muita porrada").
Quando me vim embora, foi a despedida que mais me custou fazer.
Pouco antes de apanhar o jipe que me levaria ao aeroporto, este homem meio envergonhado, abriu a mão, estendendo-me uma pequena bolsa de palha entrelaçada onde estava um pouco de tabaco timorense, dizendo:"Deus acompanhe o nosso alferes até à Metrópole".
Naquele momento senti algo explodir dentro de mim.
Nessa frase tão simples, mas que, para aquele homem também simples, significava tanto, estava um enorme mundo de afecto de que, se calhar, não fui inteiramente digno, durante os dois anos em que com ele convivi.

quarta-feira, abril 06, 2005

AULAS DE SUBSTITUIÇÃO? NÃO SÃO NOVIDADE!

Ontem, as capas de muitos jornais traziam uma manchete comum: Governo acaba com os "furos" nas escolas.
Para as pessoas menos ligadas às questões do ensino a notícia tem foros de grande novidade.
No entanto, quem anda mais por dentro destas coisas, sabe que, desde há muitos anos, existem mecanismos legais, designadamente no Estatuto da Carreira Docente, que permitem actividades de substituição para ocuparem alunos cujo professor esteja a faltar.
E, nos últimos anos, um número crescente de escolas foram organizando esse tipo de actividades, com inegáveis benefícios na melhoria do clima disciplinar da respectiva comunidade.
Mas também sabemos que, porque esssas actividades de substituição, em grande medida, só podem ser concretizadas com recurso a serviço extraordinário (assim o consagra o referido estatuto), vão acarretar acréscimo de custos. E, assim, os governos anteriores foram colocando alguns entraves à plena concretização dessa legislação. Houve despachos e esclarecimentos a clarificar a situação, mas houve sempre a ideia subliminar de limitar ao máximo essas "aulas de substituição". São mesmo conhecidos casos de processos disciplinares movidos a órgãos de gestão de escolas que implementavam esse tipo de actividades, por inspectores com excesso de zelo e , paradoxalmente, com algum desconhecimento da lei. Processos que acabaram por ser arquivados, por manifesta falta de fundamento.
Esperemos que o reavivar da legialação, que, repita-se, já não é nova, possa conduzir a uma efectiva implementação de mecanismos de compensação, de cuja utilidade ninguém parece duvidar.

terça-feira, abril 05, 2005

GLOBALIZAÇÃO MEDIÁTICA

Percorrendo a blogosfera, os posts referentes à morte da Papa são uma constante.
As emissões das televisões de todo o mundo têm, igualmente, horas e horas a tratar do assunto.
Nos jornais, são páginas consecutivas.
Estamos, de facto, num tempo em que a notícia é dada quase no imediato, porque os meios tecnológicos para a sua transmissão, são de tal modo avançados, que podem ser postos a funcionar em questão de minutos.
Há por aí quem se insurja com uma certa uniformização dos conteúdos dos órgãos de informação que acontece em determinadas alturas. Mas, os chamados critérios jornalísticos que, muitas vezes se poderão confundir com guerras de audiências, assim o determinam. Perderia, provavelmente, quem fugisse ao assunto do dia.
Assim, a menos que surja qualquer acontecimento qure venha a sobrepor-se ao que está, de momento, a ser notícia, nos próximos tempos teremos aí, a dominar os media, primeiro o funeral e depois o processo de sucessão da Papa. Aqui, vai haver uma luta constante para ver quem primeiro acerta no nome do novo chefe da Igreja. Vai, se calhar, haver quem anuncie a designação, antes mesmo do fumo branco habitual.
É esta a lógica da globalização mediática que, cada vez mais, preside à nossa sociedade.

segunda-feira, abril 04, 2005

NICKVOTOS - 5ª E ÚLTIMA RONDA

Vamos apurar os dois últimos finalistas do NickVotos.
Os dez últimos nomeados deste ano são:

Como sempre se adverte, não se trata de votar no melhor blog, mas sim no nick mais agradável, com melhor som, mais divertido, em suma, com mais pinta.

Os dois mais votados serão apurados para a final, a realizar mais lá para diante

domingo, abril 03, 2005

NICKVOTOS 4º RONDA - resultados

Está terminada a 4ª ronda do NickVotos.
E os resultados foram:
  • Vencedor - Micróbio com 29,5% (85)
  • 2º lugar - Couves com 20,8% (60)

No terceiro posto, todos os outros nomeados.

Os dois primeiros passam à final a disputar lá mais para diante.

E já está iniciada a 5ª e última ronda deste ano, com mais dez nomeados.