ESTA FIRMA FOI FUNDADA EM 31-12-2004.

sexta-feira, janeiro 18, 2008

Post sonoro 18

"O Que Diz Molero", de Dinis Machado, publicado em 1977 foi, então, um grande êxito editorial.
Neste post sonoro de fim de semana, tenho a audácia de dizer a primeira parte de um excerto que, quando li o romance, me deliciou e me fez rir às gargalhadas. Numa próxima oportunidade, direi o resto da cena.
Trata-se de um cena de pancadaria entre pessoal do Bairro Alto e uns marinheiros americanos que por ali passavam.
O texto, em que a vírgula e o ponto final, são raros, é de cortar a respiração!

se queres colaborar nestes posts sonoros, aqui tens o endereço para o envio de faixas gravadas:
peciscas@gmail.com

para eventual ajuda técnica, clicar na imagem "posts sonoros" ali na barra lateral

essencial ligar as colunas e regular o som

Etiquetas:

quinta-feira, janeiro 17, 2008



A Paula Raposo teve o gesto amigo de me distinguir com mais um dos prémios que circulam pela blogosfera.
Agradeço, com um beijinho.
De acordo com as regras, deveria, por minha vez, nomear outros sete blogs.
Mas, não o farei, por dificuldades de escolha e também, por saber que nem toda a gente alinha nestas iniciativas.
Por isso, deixo ao critério de cada um dos meus amigos e amigas que costumo visitar e que têm o link ali na barra lateral, a possibilidade de "levantarem" o troféu que muito gostosamente aqui deixo à disposição de cada um.
Quem quiser conhecer mais de perto as regras desta distinção, pode lâ-las aqui.

Etiquetas:

quarta-feira, janeiro 16, 2008

Jornais de Domingo

Transcrevo (JN):
Ofélia Vaz, mora nas águas furtadas de um velho prédio da Sé, no Centro Histórico do Porto.
Aquilo que nasceu para ser um pequeno arrumo, passou a ser uma "casa". Não há porta de entrada, não há espaço para pousar uma carteira, não há um canto para sentar,uma parede para encostar ou sequer uma casa de banho. Há três minúsculos cubículos onde onde não é possível andar de cabeça levantada.
Recebe 178 € mensais de pensão.
Ofélia, almoça todos os dias da semana, no Centro Social da Sé, pagando 20€ ao fim do mês. Para poupar, guarda a sopa do almoço para ter que comer ao jantar.
Ao fim de semana, como o Centro está fechado cozinha em casa "um bocadinho de arroz e, às vezes, se der, umas sardinhas". "Como muito pouco, normalmente não lancho e de manhã fico com um pão simples e uma caneca de cevada".

Quando o orçamento fica um pouquinho mais desafogado ... ... dá para fazer uma ou duas extravagâncias "compro um bocadinho de fiambre ou um queijo, embalado em caixinhas redondas e custa 3,5€" .
Continuo a transcrever
Sabe onde mandar fazer um fato exclusivo com a lã mais fina do Mundo por "apenas" oito mil euros? Ou onde comprar uns sapatos feitos à medida com as suas iniciais na sola por cinco mil euros? Sabe onde são vendidas as jóias e os relógios das marcas mais luxuosas? Ou onde há vestidos de noite hollywoodescos? Fica tudo no quarteirão mais sumptuoso da cidade do Porto, o Aviz, junto à Avenida da Boavista, onde se concentram milhares de euros por metro quadrado. Seja para trabalhar ou comprar, é o local de eleição de empresários, médicos, advogados, industriais, futebolistas e respectivas famílias.
Preço de uma mala de pele de crocodilo na Ermenegildo Zegna -10 880 euros


Transcrevo, ainda, um excerto da crónica de Vasco Pulido Valente(Público):
"Entretanto, o país cai, o pessimismo dos portugueses cresce e a economia está praticamente em coma. ... ...A insegurança é grande. O que, em princípio, prejudicaria Sócrates. Mas não. Sócrates vive da insegurança. Cada vez que lhe chamam autoritário, cada vez que (justamente) o acusam de pôr em perigo a democracia e a liberdade, os portugueses, como de costume, agradecem a existência providencial de um polícia. Um polícia que manda e que proíbe; e que fala pouco."


Transcrevo, finalmente, mais um pequeno excerto. Desta vez, da crónica de António Barreto:
"Se, como os animais, os homens aprendessem com a experiência, esta semana teria sido gloriosa. Ficaria na história como um dos momentos de aprendizagem da arte de ser governado. Perder-se-ia rapidamente a confiança em Sócrates. Este Governo teria o desfavor público. A competência técnica, a seriedade e as promessas do Governo passariam a ser motivo de gargalhada e desprezo. Infelizmente, parece que os homens em geral e os portugueses em particular não são como os animais. Não aprendem."
Mas, reparem bem, que isto são só transcrições.
Não sou eu a falar...
É que eu tenho mulher e filho e não quero complicações

Etiquetas:

terça-feira, janeiro 15, 2008

Analogias...

Lá pelos anos 50 ou 60, o Salazar costumava dar uns prémios às mães de muitos filhos.
Levavam a S. Bento, uma dessas mulheres, normalmente camponesas, que tinham parido vinte e tal vezes, mostravam-na nos jornais (e depois, na televisão, quando esta apareceu).
Eram apresentadas como um exemplo de patriotismo, de amor à família.
Um destes dias, lembrei-me disso, quando, nas andanças pelo Google, pocurando imagens sobre palhaços, me apareceu, vejam lá, isto:

Não entendi, imediatamente a analogia com o "clown car".

Mas, procurando, ainda no Google, imagens para "clown car", acabei por esclarecer a questão. Aqui estão, pois, dois exemplos dos tais "carros de palhaço":


Assim, já se entende a piada...

Etiquetas:

segunda-feira, janeiro 14, 2008

Mais um desafio

Foi-me lançado, pela Isabel Filipe, o desafio de participar numa lista onde se escolhe, na opinião dos bloguistas, os 20 melhores filmes de todos os tempos.
Conforma já tenho dito, sou um bocado avesso a participar em "correntes". Mas, à Isabel, não consigo resposnder "não".
Por isso...

O desafio começou assim:

"Eu gostaria de apresentar à blogosfera um desafio. Escolher os 20 melhores filmes da história do cinema. Neste sentido em baixo tenho os "meus" 20 melhores filmes. Vou encaminhar esta minha lista para alguém, da minha confiança e amizade que actualizará a lista (eliminando dois) e adicionando outros dois em substituição daqueles. Publicará esta lista fazendo um "trackback" com o blog de origem e encaminhará a lista para outro blog que continuará os procedimentos. Assim em cada momento a lista estará actualizada. No fim da publicação da lista cada blogger colocará um link dos últimos cinco blogs que a actualizaram. É importante não quebrar a cadeia."

Neste momento a lista é a seguinte:

Vertigo (Um Corpo que Cai) - Alfred Hitchcock, 1958
Lord of the Rings (O Senhor dos Aneis) - Peter Jackson, 2001-2002-2003
Top Gun (Ases Indomáveis) - Tony Scott, 1986
Apocalypse Now - Francis Ford Coppola, 1979
Citizen Kane - Orson Welles, 1941
East of Eden (A leste do paraíso) - Elia Kazan, 1955
La Vita è Bella - Life is beautiful - Roberto Benigni, 1977
Modern Times - Charles Chaplin, 1936
The Name of the Rose - Jean-Jacques Annaud, 1986
O Pianista - Roman Polanski, 2002
The Bridge on The River Kway - David Lean, 1957
The Deer Hunter (O Caçador) - Michael Cimino, 1978
The Schindler’s List (A Lista de Schindler) - Steven Spielberg, 1993
Unforgiven (Imperdoável) - Clint Eastwood, 1972
The Godfather Trilogy - Francis Ford Coppola (1972, 1974, 1990)
Amadeus - Milos Forman, 1984
One Flew Over the Cuckoo’s Nest (Voando sobre um ninho de cucos) – Milos Forman 1975
The Sound of Music - Robert Wise, 1965
Million Dolar Baby - Sonhos Vencidos - Clint Eastwood, 2004
Persona – Ingmar Bergman, 1966


Tenho alguma dificuldade em retirar daqui dois filmes pois, nunca vi alguns deles.
No entanto, para não frustrar as expectativas de quem me passou o desafio, vou retirar Top Gun e The Sound of Music (desculpa lá Isabel a maldade...) e acrescento Aniki Bóbó de Manoel de Oliveira e E.T. de Spielberg, ficando, então, a lista desta forma:

Vertigo (Um Corpo que Cai) - Alfred Hitchcock, 1958
Lord of the Rings (O Senhor dos Aneis) - Peter Jackson, 2001-2002-2003
Apocalypse Now - Francis Ford Coppola, 1979
Citizen Kane - Orson Welles, 1941
East of Eden (A leste do paraíso) - Elia Kazan, 1955
La Vita è Bella - Life is beautiful - Roberto Benigni, 1977
Modern Times - Charles Chaplin, 1936
The Name of the Rose - Jean-Jacques Annaud, 1986
O Pianista - Roman Polanski, 2002
The Bridge on The River Kway - David Lean, 1957
The Deer Hunter (O Caçador) - Michael Cimino, 1978
The Schindler’s List (A Lista de Schindler) - Steven Spielberg, 1993
Unforgiven (Imperdoável) - Clint Eastwood, 1972
The Godfather Trilogy - Francis Ford Coppola (1972, 1974, 1990)
Amadeus - Milos Forman, 1984
One Flew Over the Cuckoo’s Nest (Voando sobre um ninho de cucos) – Milos Forman 1975
Million Dolar Baby - Sonhos Vencidos - Clint Eastwood, 2004
Persona – Ingmar Bergman, 1966
Aniki Bóbó - Manoel de Oliveira,1942
E.T. - Steven Spielberg. 1982

Passo, agora, o desafio para a Fatyly (amor com amor se paga,...)

Relação dos últimos 5 blogues (para já, ainda só são 4,...) que actualizaram esta lista:

Nothingandall

Marinheiro de Água Doce

Art & Design de Isabel Filipe

Peciscas

Etiquetas: