ESTA FIRMA FOI FUNDADA EM 31-12-2004.

sábado, outubro 06, 2007

Imagens

Como ja se apercebeu quem passa, com alguma frequência por este espaço, gosto bastante de fazer fotografia.
Não quero dizer que o faça bem, mas, não há dúvida de que, para mim, olhar a realidade e depois captá-la através de um equipamento fotográfico, tem algo de mágico, pois, em regra, aquilo que nos aparece depois, é, muitas vezes surpreendente. O que os nossos olhos viram nem sempre é aquilo que a máquina nos devolve.
As imagens que vos apresento hoje, foram recolhidas junto ao parque de campismo das Três Entradas, nas águas do rio que corre por ali. Trata-se de um remoinho que o Brisinha, filho da amiga Mushu, notou, com alguma admiração.
Achei tão interessante o resultado que, a partir daí, o ambiente de trabalho do meu computador é decorado por uma destas fotos.
Adivinhem qual...
foto Peciscas
foto Peciscas
foto PeciscasAgradeço todas as referências que fizeram e os palpites que deixaram.
Mas, a minha escolha (e poderia ter sido outra) foi:

Etiquetas:

sexta-feira, outubro 05, 2007

Dia Mundial do Professor

No Dia Mundial do Professor, aqui fica uma saudação especial a todos quantos, no mundo inteiro, exercem a nobre função de formar novas gerações.
Em particular, quero expressar a minha admiração por todos as colegas e todos os colegas que, com o seu empenhamento e sentido de missão, dignificam, no dia a dia. a profissão docente.
Mesmo que a exerçam em países onde o reconhecimento social perante esta profissão atinge baixos níveis. Sobretudo quando a exercem em países onde ainda pagam com a liberdade ou mesmo com a vida, o simples facto de abrirem aos seus alunos, horizontes de tolerância, justiça e esperança.

Etiquetas:

quinta-feira, outubro 04, 2007

Se és amigo

Etiquetas:

quarta-feira, outubro 03, 2007

Incentivo à natalidade?

Entraram recentemente em vigor medidas de incentivo ao aumento da natalidade. Trata-se, como se sabe, de atribuir subsídios monetários às grávidas e mães, em montantes variáveis: de acordo com o rendimento mensal e com o número crescente de filhos existentes no agregado.
Parece ser algo que ninguém deixará de considerar como positivo.
No entanto, cá por mim (e já outros o disseram, claro) duvido da eficácia desta nova legislação.
O mais decisivo incentivo seria o que pudesse melhorar o nível de vida médio dos portugueses, especialmente dos jovens, designadamente, diminuindo o desemprego.
Com efeito, das duas uma: ou os casais têm a noção das realidades e pensam que não será por mais trinta euros mensais (que não chegam para as fraldas) ou, no máximo, por mais cento e trinta, atribuídos numa fase inicial da criação dos filhos, que poderão arriscar em aumentar a família; ou, então ( e isso poderá acontecer, com maior frequência, precisamente, em famílias economicamente mais débeis ou culturalmente mais desfavorecidas), não se pensa no futuro e bora lá ter filhos para, no imediato, receber mais algum e, depois, logo se verá. Ou seja, criam-se os descendentes conforme calhar.
Por isso, às tantas, daqui por uns tempos, verificando-se que, afinal, as medidas não surtiram tanto efeito como isso, o Governo terá de lançar uma campanha especial de promoção dizendo algo como:

"Faça dois e receba por três"

Etiquetas:

terça-feira, outubro 02, 2007

Estamos em rede...

Ontem, a Lúcia, publicava a foto que se segue, por si tirada em Bhaktapur, no Nepal.



Foto Lucialima Vai daí, e como não quero ficar atrás, fotografei uns postes que estão aqui na minha rua e que, muito embora fiquem a perder de vista com o seu confrade nepalês, também estão muito compostinhos...
foto Peciscas
foto Peciscas

foto Peciscas Aliás, se um destes dias cai uma das muitas árvores que ainda há por aqui, em cima destes fios todos (já houve ameaços) vamos, no mínimo, ficar sem electricidade, telefone, televisão e internet...

E viva o choque tecnológico!

Etiquetas:

segunda-feira, outubro 01, 2007

A tua impressora está legalizada ?

Tens uma impressora em casa?
Se calhar, neste momento, estás a pensar:"Mas por que é que ele está a fazer esta pergunta?"
Se vivesses na Birmânia ou Myanmar como agora se chama, já saberias que a pergunta faz todo o sentido.
É que, naquele país, de acordo com o que ouvi hoje na Antena 1, para se ter uma simples impressora em casa, é precisa uma autorização especial.
Ah! E, nos dias que correm, a internet foi desligada pelas autoridades locais.
Pelos vistos, as ditaduras dão-se muito mal com as novas tecnologias.

Etiquetas: