ESTA FIRMA FOI FUNDADA EM 31-12-2004.

sexta-feira, dezembro 12, 2008

Não foi nevão mas um granizão...

É muito raro nevar no Porto. Em cerca de cinquenta anos de residência nesta zona, que me lembre, tal facto só ocorreu duas vezes e, mesmo assim, de forma muito limitada.
De vez em quando, ocorrem umas valentes saraivadas.
Foi o que aconteceu um dia destes.
De um momento para o outro, desabou do céu um monte de pedras de gelo que, em poucos minutos, cobriu ruas, telhados, jardins, de um manto branco que, visto de longe, se assemelhava aos belos nevões que. por esta época do ano, cobrem algumas das nossas serras.
É claro que, por aqui, foi um alvoroço. Gente a vir às janelas, a fotografar. Uma ou outra, até arriscou a vir à rua e fazer bolas de gelo. Mas isso era um número algo arriscado, porque o piso estava mais do que escoreregadio.
Enfim, não tivemos um nevão mas tivemos uma "aproximação"...


foto Peciscas
foto Peciscas
foto Peciscas
foto Peciscas

Etiquetas:

quinta-feira, dezembro 11, 2008

Trapalhices...

Não costumo ver muita televisão.
Mas um destes dias dei-me à pachorra de ver um episódio de uma série que passa na RTP e que se chama "Liberdade 21".
Foi precisa mesmo pachorra, porque, em meu entender, aquilo é mesmo fraquinho.
Mas o que me leva a falar do programa é, para além da qualidade geral, o pouco cuidado com que se cuidam dos pormenores destas coisas.
Assim, numa cena do episódio que vi, era interrogado no tribunal, um militar da GNR. O homem era tratado como Sargento da Brigada de Trânsito, testemunha num processo. No entanto, ele tinha colocadas no ombro, duas divisas de... Cabo (quem andou na tropa teria logo reparado no pormenor).
Numa outra cena, um homem depunha, mostrando que era um pai cuidadoso e que não merecia perder a custódia dos filhos. Descrevia os cuidados que prestou a um deles, quando esteve doente.
A páginas tantas, referia que lhe dava um anti-histamínico, para... "baixar a febre".
Mas esta asneira de confundir um anti-pirético com um anti-histamínico, era mesmo da responsabilidade do argumentista, pois em todos os outros cuidados que o homem enunciava, procurava demonstrar-se a sua competência como pai. Tanto que ele foi absolvido.
Enfim, há gente a escrever para televisão que acha que o espectador come tudo o que lhe põem à frente...

Etiquetas:

quarta-feira, dezembro 10, 2008

Blogagem colectiva


selo criado por Lino Resende

Hoje, data que assinala o 60º aniversário da entrada em vigor da Declaração Universal dos Direitos Humanos, associo-me à iniciativa do Sam promotor, entre nós, desta blogagem colectiva.
Nunca é por demais insistir no cumprimento das determinações da Declaração já que, diariamente, assistimos, um pouco por todo o lado, ao atropelo dos espírito e da letra deste importante documento. Designadamente no nosso país.
Os direitos da pessoa humana, deveriam ser tão óbvios que nem precisassem de ser lembrados e apregoados. Mas, infelizmente, passados sessenta anos, estamos ainda longe de os ver respeitados e integralmente assumidos. Basta verificar que, em pleno século XXI, ainda temos milhões e milhões de seres humanos a viverem abaixo do limiar da pobreza ou mesmo a perecerem com fome.
Por isso, e por muito mais,continua a ser necessário e urgente pugnar pelo cumprimento integral da Declaração. É o nosso futuro comum quem o exige

Etiquetas:

segunda-feira, dezembro 08, 2008

Que terá acontecido?

Ao deparar-me com a cena que as imagens documentam, dei por mim a inventariar possíveis explicações para o facto:
1- Um produto que se adicionou à fonte, para evitar o congelamento da água (estava muito frio).
2 - Uma forma de decoração, para antecipar o Natal.
3- Um processo expedito para limpar a fonte.
4 -Um brincalhão, sem mais nada de útil para fazer, que resolveu despejar ali um garrafão de detergente.
Acrescentem vocês hipóteses à lista, se as encontrarem.



Etiquetas: