ESTA FIRMA FOI FUNDADA EM 31-12-2004.

sábado, janeiro 29, 2005

VOTA PECISCAS!


Este outdoor fez-se aqui

MUDEMOS O PROVÉRBIO!

Como se sabe, há por aí bastantes políticos(as) que, ao longo da sua carreira têm feito algumas inflexões, mais ou menos profundas.
Da esquerda para a direita (quase todos) ou da direita para a esquerda (uns pouquitos).
Quase sempre, quando se lhes pede para justificaram as suas deslocações, respondem "Só os burros é que não mudam!".

Mas, para muitos deles, perante os desconexos discursos que proferem, num afã de declararem que, afinal, são aquilo que agora são, desde pequeninos, é preciso mudar o dito.
De facto, perante essas lengalengas apetece-nos dizer, de outra forma (como sugestão para optarem pelo silêncio) :

SÓ OS MUDOS É QUE NÃO BURRAM !...

sexta-feira, janeiro 28, 2005

EM QUE PENSAS, CARDEAL ?...

fotos JN

Hoje foram divulgados os resultados de mais uma sondagem sobre as próximas eleições.
Nesta imagem, publicada, há dias, num suplemento do JN, cada um destes três chefes políticos parece estar a reflectir sobre esses resultados.
Em que pensas cardeal? dizia Júlio Dantas numa das suas peças ("Os três Cardeais") .
É essa a pergunta - em que estará a pensar cada um dos retratados ?
E é, também, o desafio que deixo aos meus leitores: imaginar um balão de pensamento para JS para PP e para PSL.
Vamos lá puxar pela imaginação e pela criatividade.
A pecisca mais original e criativa ganhará...
... a satisfação do dever cumprido.

quinta-feira, janeiro 27, 2005

MUITOS PROMETEM, EU CUMPRO. Por isso, aqui está a segunda volta de nomeações para cargos importantes, dos(as) que deixaram aqui o seu cartão

DIÁRIO DAS PECISCAS

BOLETIM OFICIAL DA COMUNIDADE PECISQUEIRA
nº 2 - 27 de Janeiro 2005

Para os devidos efeitos legais, por conveniência de serviço e com efeitos imediatos, são nomeadas para os cargos seguintes, as individualidades abaixo referidas.

Portugal S.A. (portugalsa) - Conselho de Administração da Fundação para a Promoção da Lusitanidade (cargo colectivo)
João Pedro (oranginalidade) - Director- Geral dos Recursos Cítricos.
Xinhas (byeblog) - Assessora Principal do Ministério das Despedidas.
Kitty (kittyplace) - Conservadora Permanente do Registo Notarial de Diminutivos e Nicknames.
Speak-easy (postas.blogs) - Presidente do Instituto Nacional para a Divulgação das Postas de Pescada (PECISCADAS)
Cartune (mundocartune) - Embaixador Permanente junto da CE para a Divulgação da BD Nacional
Cláudio (ocidentalpraialusitana) - Presidente do Conselho Científico do Instituto de Formação Vasco Luís Gama de Camões
Lique (mulher50a60) - Presidente da Comissão Nacional para a Comemoração do Aniversário das Mulheres Que Fazem Anos Todos os Anos.
Freddy (zonafranca) - Director-Geral dos Off-Chores (sem grallha)
Nanita (susenanita) - Directora-Geral dos Parques Infantis e Jardins Idem (organismo sedeado em Sobral de Monte Agraço)
Amarelito (amarelito) - Presidente do Instituto do Ovo Estrelado.

Se tal for considerado conveniente, admite-se a possibilidade de novas nomeações, para quem se fizer lembrado(a).

quarta-feira, janeiro 26, 2005

COMO (FOI) É POSSÍVEL?

 fotos em PÚBLICA
Na "Pública" do último Domingo, falava-se de Auschwitz.
E havia fotografias. Como as que acima se reproduzem.
Que mostram objectos que pertenciam aos mártires do horror nazi.
Sapatos, escovas de dentes, talheres.
Deixados à porta dos fornos crematórios onde foram chacinados.
E veio-me à recordação uma visita ao museu Jean Moulin, em Paris.
Onde se encontram muitos documentos sobre os tempos em que se resistia à barbárie.
Numa das vitrinas, um amontoado de velhos sapatos, como os da imagem.
Em frente à vitrina, um homem, de meia- idade, parado, olhando fixamente aqueles despojos.
Reparando mais atentamente e vi que chorava. Em silêncio, grossas lágrimas corriam-lhe pelo rosto.
Quem recordaria? Algum familiar longínquo? Ou seria, apenas, a dor anónima de quem não esquece o sofrimento de uma parte da humanidade de quem se sente irmão, apesar de já terem decorrido muitas décadas?
Nunca o saberei. Também emocionado, retirei-me discretamente.
Pensando: como foi possível tudo isto?
Pensando: como é possível haver por aí gente que consegue lamentar que hitler não tivesse terminado "a sua obra".
Pensando: que reponsabilidades não carregamos por termos visto crescer,com alguma indiferença, ao nosso lado, jovens que anseiam por reeditar o Holocausto. A quem não conseguimos explicar convenientemente, que, se o mentecapto tivesse conseguido cumprir integralmente os seus intentos, provavelmente hoje não estariam cá, como quase todos nós. Os que não obedecíamos aos parâmetros rácicos que esses indivíduos determinaram como sendo superiores e os únicos a vigorar.
Como foi possível?
Como é possível?

terça-feira, janeiro 25, 2005

PECISCAS ELEIÇOEIRAS

O - Ninguém tirará o CDS do sério (P.Portas)

O - Não aceito picadelas subliminares do CDS (L.F.Meneses)

O - o senhor não sabe o que é gerar uma vida (F. Louçã)

O - Ando aqui porque tenho o bichinho da política (Z. Seabra)

O -A política não é como uma pulga que salta de um lado para outro (M. S. Franco)

O - A questão é saber se o PS vai ganhar por muito ou por pouco (J. de Sousa)

O - Nunca sonhei ser Primeiro-Ministro. Nem em pequenino (J. Sócrates)

O - Não vale a pena prometer coisas impossíveis. Isso é um barrete! (M.R. de Sousa)

NR - Aí estão eles e elas, no habitual estilo (ia a escrever "em grande estilo", mas arrependi-me...)

segunda-feira, janeiro 24, 2005

O CALOR QUE COMPARTILHO CONVOSCO




Agora que o frio anda por aí à solta, compartilho convosco o calor da minha lareira.
É, claro, um calor virtual, só imagem. Fictício dirá quem não entende destas coisas.
Confesso-vos, que, há não muito tempo, também tinha bastantes reticências em relação aos caminhos percorridos nestas estradas internáuticas.
Pensava que, aqui, as pessoas vinham construir espaços de solidão, refugiar-se numa cela de onde espreitam artificialmente o mundo e onde fingem que convivem com os outros.
Ao fim de andar por cá, ainda não fez um mês, já consegui confirmar aquilo de que,afinal, já suspeitava.
Como em tudo na vida, não são os meios que utilizamos que determinam, por si sós, a qualidade dos nossos comportamentos.
O facto de estar sentado em frente a um teclado e um monitor não implica, necessariamente, que nos transformemos em seres solitários, desligados de sentimentos de solidariedade, alheados da realidade que está aí à nossa volta.
Esse é um risco que se corre, mas que não provém directamente do uso destas tecnologias que o progresso nos vai colocando à disposição. Diria que o risco vem antes das condições de vida que o mundo e as sociedades que estamos a criar nos determinam.
Seremos solitários ou não solidários com ou sem computador. Com ou sem internet. Sê-lo-emos, se deixarmos morrer o espírito crítico que nos permite vigiar o nosso uso destes meios. E que nos impede que eles nos afastem do convívio real e físico com aqueles que nos rodeiam. Que não permite que isto seja uma fuga, mas um sim uma forma, mais uma, de nos reencontramos, a cada passo com a vida. Com a nossa. Com a de todos nós.
Neste quase um mês de participação na blogosfera, já tive oportunidade de ver muita coisa boa. Algum lixo, também. Ainda um dia destes lia, num companheiro, uma nota que dizia que apagara um comentário que alguém lhe tinha deixado, com mensagem abjectas de racismo primário.
Mas, na maior parte dos casos, tenho encontrado gente boa. Gente divertida. Gente solidária. Gente sensível. Gente que divide com os outros, as suas alegrias e as suas tristezas. Como aquela companheira que acaba de perder um familiar muito próximo, num episódio que seguimos, com tristeza, através, precisamente, deste espaço onde nos movemos.E a quem, na medida do possível, tentámos acompanhar e encorajar .
Ao fim destes poucos dias, já tenho por aí alguns amigos que me batem à porta e a quem visito com frequência.
Por isso, hoje, que o frio se aproxima, apetece-me compartilhar com eles o calor da minha lareira.
Um destes dias li, algures, que a visão do fogo, de algum modo nos acalma e nos conforta.
Por isso, então, compartilho convosco este calor.
Mesmo que seja, apenas, de modo virtual.

domingo, janeiro 23, 2005

AQUI ESTÁ, CONFORME O PROMETIDO, A PRIMEIRA LISTA DE NOMEAÇÕES, ANTES QUE SEJA TARDE

DIÁRIO DAS PECISCAS

BOLETIM OFICIAL DA COMUNIDADE PECISQUEIRA
nº 1 - 23 de Janeiro 2005

Para os devidos efeitos legais, por conveniência de serviço e com efeitos imediatos, são nomeadas para os cargos seguintes, as individualidades abaixo referidas.

Art of Love (bizaazul) - Administrador Principal do Instituto Kamasutra
Pecola (artedoengenho) - Presidente do Instituto Superior de Engenharia Artística
O Engenheiro (oengenheiro) - Presidente da Comissão Permanente para a promoção da Engenhominhoquice Nacional
Armando Ésse (grandefabrica) - Assessor Permanente do Ministério das Indústrias Lúdicas
Mushu (ocorredovento) - Administradora-Chefe da Fundação para a Vigilância das Brisas Terrestres
ABCDário (webcedário) - Presidente da ANALATCO - Academia Nacional das Letras Animadas e Também Comestíveis
CPC (quebravozes) - Presidente da Comissão Promotora do I Congresso Mundial da Vozearia Silenciosa
Geolouco (aposentado) - Presidente do Conselho de Gestão da Fundação Dolce Farniente
Titas (titasonline3) - Directora Única e Vitalícia do Instituto da Poliglotologia
João da Cal (syncope) - Presidente da Comissão Nacional Para a Reanimação do Optimismo
Finúrias (blogue do cagalhoum) - Director Geral da Evacuação Social
Mitsou (tijolices) - Assessora Principal do Instituto Nacional de Construção Incivil
123de4 + 10 amigos - Gabinete Técnico da Selecção Nacional de Bisca
João Gonçalo (surdezdopapel) - Presidente da Comissão Permanente de Vigilância do Ruído
Literário
Ls (abnegado) - Olheiro Para Além do Quadro da Fundação PECISCAS
Kabum (pólvoraseca) - Director Geral dos Estampidos
mfc (pedemeias) - Presidente do Grupo de Trabalho para o Estudo dos Efeitos do Turismo de Pé Descalço
Estrela do Mar (clavedelua) - Presidente da Comissão Promotora da Primeira Alunagem Portuguesa no Mar da Tranquilidade .
Nota do Chefe de Gabinete do Nomeador
Aceitam-se reclamações e admitem-se remodelações
a propósito das nomeações agora efectuadas.
Mais se informa que ainda se encontra aberta a possibilidade de outras nomeações, para todos(as) os(as) eventuais interessados(as) que deixem o seu cartão de visita na portaria deste gabinete (ver porta mais abaixo).