ESTA FIRMA FOI FUNDADA EM 31-12-2004.

segunda-feira, maio 05, 2008

Debate "Amizades reais/amizades virtuais"- 2

Retomo a publicação dos textos que tenho recebido para intervenção no debate que lancei na semana passada.
Desta vez, divulgo o depoimento de uma amiga do Brasil, a Maray.
Conforme já disse, dado que o assunto dos próximos posts será sempre o mesmo, compreenderei que quem me visita possa , por vezes, sentir que o seu comentário poderia ser repetitivo.
Assim, quem ler, poderá optar por sair sem comentar ou apenas deixar uma palvra ou um smile, como se fosse um "cartão de visita".

"Você quer saber sobre amizades virtuais.
Olha, acho que pode sim, existir algum risco. Pelo menos aqui no Brasil já tivemos muitos casos de moças e senhoras que foram roubadas, agredidas e até mortas por uso de internet na busca de parceiros. Por outro lado, conheço dois blogueiros que encontraram suas esposas através da internet e com elas estão para mais de 10 anos.
Acho que há problemas em toda parte. Há que se tomar cuidado e usar o bom senso.
Mas no caso de blogs como os nossos, de crônicas geralmente, não vejo nenhum problema. Eu sempre busco por blogs literários ou de crônicas, reminiscências, humor. Sabe o que costumo fazer? Vou ao google e digito uma palavra não muito usual. Como resposta vêm também os blogs. Encontrei vários assim.
E nesse universo, fiz muitos amigos!
Por mais que a pessoa se esconda atrás de uma história, de um conto, de uma crônica, depois de algum tempo dá para perceber o caráter, traços de personalidade.
Tá bom, muita gente poderá argumentar que os maiores criminosos foram gente inteligente, meticulosa, planejadora. Mas eu tendo a confiar no ser humano.
Veja você: a gente não se conhece, mas sabemos ter muitos gostos em comum. A faixa etária também. Estou com 58 e você não tem tantos mais assim. Somos bem casados. Temos filhos. Gostamos de animais.
Se um dia eu for a Portugal - e pretendo - gostaria de conhecê-lo sem medo. Acho que a gente se daria bem.
Foi assim com 3 amigas argentinas que conheci através de blogs. Mês que vem volto a Buenos Aires e estarei com elas. O mais interessante é que elas não se conheciam entre si e acabaram, até por minha interferência, tornando-se amigas também!
Isso é uma coisa que só a internet pode propiciar!
Outro lado interessante da internet é a proximidade. Meu filho vive em São Francisco. Está lá há 3 anos, casado. Quando aqui estava, apesar de morar relativamente perto, só me telefonava ou visitava de quando em vez, apesar da gente se adorar.
Agora com internet e também pela saudade que a distância dá, falamo-nos muito mais!
É claro que eu preferia que ele estivesse aqui, mas imagino como seria essa distância entre nós sem internet! Com a rede eu posso saber se ele está trabalhando ou não, pelo messenger podemos falar, pela webcam podemos nos ver, pelo flicks trocamos fotos.
E não, não me considero nem problemática, nem mal amada, nem solitária de qualquer maneira. Faço uso da rede porque ela me dá prazer. Como fazer artesanato, como ler, como ouvir boa música, como até mesmo fazer palavras cruzadas. São passatempos que me dão alegria. A internet é mais um.
Tentei responder. Não sei se a contento.
Quem sabe não estará perto o dia em que nos conheceremos? Ou nós aí ou vocês aqui!
Minha casa está de portas abertas. Casa simples mas amiga. E abro as portas sem medo nenhum. Confio no "peciscas" !

Etiquetas:

2 Comments:

Blogger Andreia do Flautim disse...

Concordo com o texto da tua amiga!

11:54 da manhã  
Blogger calminha disse...

a tua amiga ta certa mas adorei a frase , não sou mal amada e faço isto como gosto de musica etc...; acho que é isso o problema é dos mal amados que andam pela net a querer uma migalha de carinho e se deixam cair em armadilhas de resto é mas um meio de comprender ideias, e trocar impressões k nos podem emriquecer boa semana

9:51 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home