ESTA FIRMA FOI FUNDADA EM 31-12-2004.

quarta-feira, junho 17, 2009

Se puderes ver...

A urbanização onde moro, vai para dez anos, foi implantada numa antiga quinta, de grande extensão.
É um local calmo, tranquilo, onde ainda é possível escutar o canto dos pássaros e onde a natureza ainda consegue ser desfrutada com alguma qualidade.
No entanto, tudo pode mudar a breve trecho.
Com efeito, há um projecto para a construção de um grande canil, que ficará bem perto das residências, num espaço onde, para além do mais, há linhas de água que, de acordo com a lei, deveriam ser protegidas.
Os moradores andam preocupados. Nada os move contra os animais. Pelo contrário. Pensamos que o seu direito a uma existência digna e saudável deve ser assegurado. Espaços como o que se pretende construir, são indispensáveis a esses propósitos.
No entanto esse direito não pode colidir com o direito à tranquilidade dos cidadãos.
É que um equipamento desse tipo, todos sabem, traz consequências: desde logo o ruído (sabe-se que um conjunto numeroso de cães a ladrarem simultaneamente, provocam um efeito sonoro, em cadeia, bastante incomodativo). Mas há outras que são quase inevitáveis: odores desagradáveis, atracção de insectos, ...
Por isso, compreendendo a razão de ser do canil, pensam os moradores desta zona que haveria muitos outros espaços disponíveis, longe de áreas residenciais, onde os animais ficariam protegidos e tranquilos, com vantagens para todos.
Aliás, este projecto já foi recusado no Porto e em Gaia. Mas, no reino do Major Valentim, as coisas sempre se arranjam. Até porque o senhor vive, tranquilamente, numa das mais caras avenidas do Porto. Se ele morasse por aqui...
E as coisas são de tal forma que, na própria Câmara Municipal de Gondomar, não facultam (contra o que a lei define) a consulta do projecto, nem dão quaisquer informações sobre o que se passa. Anda tudo envolvido em mistério, o que não prenuncia nada de bom.

Para amanhã, quinta-feira, no programa "Nós por cá"da SIC, entre as 19 e as 20 horas, está prevista uma reportagem em directo, no local onde parecem já ter começado as obras, para se falar nesta questão. Os moradores vão lá estar presentes.
Como diz o cartoonista Onofre Varela, que também mora aqui:

"Nós gostamos de animais.

Mas não vivemos na selva".

Etiquetas: ,