ESTA FIRMA FOI FUNDADA EM 31-12-2004.

terça-feira, abril 10, 2007

Afinal...

Segundo o semanário Sol, em 2005, o absentismo na Função Pública foi cerca de 6,5%. O mesmo dado, referente ao sector privado, indica 7%.
Quando existe uma onda que aponta a dedo os funcionários públicos como sendo os principais culpados pelos maus indicadores do país, eis um dado que não deixa de ser interessante.

Não há dúvida de que há muito a corrigir no sector do funcionalismo do estado. Mas, afirmar a clara superioridade do desempenho do sector privado é, muitas vezes, "uma coisa que se diz", quase por tradição, sem que se comprove a evidência desse tipo de afirmações.

Aliás, quase todos nós temos bons exemplos da ineficiência de empresas e/ou trabalhadores privados, a que, por vezes, temos de recorrer. Desde oficinas de reparação automóvel, a empresas de telecomunicações, a electricistas ... Para não falar nos construtores civis e na qualidade das casas que nos vendem, cheias de defeitos que, muitas vezes, são irreparáveis e nos acompanham a vida toda.

O problema da falta de qualidade, temos de convir, é geral. Quer no sector público, quer no privado.

E a questão só se resolve (nisso o PM tem razão) com mais e melhor formação e qualificação dos portugueses. E, já agora, com uma melhor formação cívica, que tem de começar nas escolas.

Etiquetas: