ESTA FIRMA FOI FUNDADA EM 31-12-2004.

quinta-feira, fevereiro 03, 2005

SEM COMENTÁRIOS!

Quando se anda por aí, na net, a visitar páginas de gente importante, "figuras públicas", como se costuma dizer, há um um aspecto comum a todas elas (pelo menos pelo que tenho visto até agora): nenhum desses sítios aceita comentários directos. Quer dizer:quem quiser tecer alguma consideração sobre o que pensa, quer do que lê, quer do que acha do próprio dono da página, só o pode fazer em privado, através do endereço de e-mail (quando ele é divulgado).
Sabe-se bem que, sobre tais figuras, normalmente são lançadas ofensivas mais ou menos agressivas, por vezes, mesmo insultuosas. Será essa a justificação para o facto de não haver espaço, nessas páginas para a edição de comentários.No entanto, há recursos para enfrentar os ataques indesejados ou boçais, entre os quais a eliminação pura e simples daquilo que é soez e indecoroso.
E, sendo assim, sobretudo tratando-se de políticos, uma questão se põe : eles passam a vida a dizer que querem representar os cidadãos, que querem ser a sua voz, que estão sempre prontos a ouvi-los, que privilegiam o diálogo, mas, escondem-se atrás de cortinas, ou de gabinetes ou de seguranças para evitarem situações embaraçosas ou perguntas a que não querem responder. Bem basta, pensarão, aquilo a que se têm de sujeitar nas campanhas eleitorais, com os beijinhos babados, com o convívio com os odores corporais da populaça, com os encontrões e pisadelas, com as bocas desbocadas.
As referidas figuras, servem-se destes meios de comunicação unilateralmente, sem qualquer retorno.
Colocam-se um plano superior. Querem, simplesmente ser ouvidos.
Não precisam de escutar os outros.