ESTA FIRMA FOI FUNDADA EM 31-12-2004.

quarta-feira, julho 23, 2008

O guarda-sol saltitão

Conforme já vos contei, quando chega o Verão, gosto de fazer uns churrascos.
Assim aconteceu um destes dias.
Mas estava muito calor. O calor da tarde. Por isso coloquei um guarda-sol para me proteger da inclemência solar.
foto Peciscas
Só que estava um pouco de vento.
Numa dada altura, entrei na cozinha, para ir buscar uma travessa para colocar o peixe e...cadê o guarda-sol ? . Estava lá a base, mas, nem vestígios do dito cujo. Olhei em volta e nada.
Percorri o pátio até ao portão de entrada e o bicho não estava visível. Até que, olhando para o pátio do vizinho, que fica um pouco mais alto do que o meu, e tem um muro alto a separar, vejo a ponta da haste do bendito guarda-sol a espreitar. Mas como é que ele voou para lá? Subiu uns bons dois metros, saltou o muro e foi cair do outro lado...
E agora, pensei eu?. É que estes meus vizinhos são bem estranhos. Sempre de janelas trancadas... Parece uma casa assombrada. Não gostaria muito de ir lá bater à porta. Até porque, naquele momento, lá estava tudo fechado. Aparentemente, não estava ninguém.
Então resolvi encostar uma escada ao muro, e, com uma vara comprida com um gancho na ponta que tenho por aí para limpar as caleiras lá consegui "pescar" o desgraçado.
Enfim, foi um alívio, mas não deixou de ser caricato: " O voo do guarda-sol saltitão".
Resta acrescentar que, pouco tempo depois de ter recuperado o guarda-sol , senti abrirem-se janelas do outro lado. Se calhar, estavam mesmo lá e devem ter ouvido a confusão. Mas, se estavam, não reagiram. Como disse, bem estranhos.

Etiquetas:

2 Comments:

Blogger Pedro disse...

Um bom churrasco de domingo vem sempre a calhar!!!

12:47 da manhã  
Blogger Andreia do Flautim disse...

Bem, eu não tenho vizinhos desses, os meus andam sempre na rua e falam bem alto! LOl

11:27 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home