ESTA FIRMA FOI FUNDADA EM 31-12-2004.

segunda-feira, maio 26, 2008

Provas de aferição?

Há dias realizaram-se provas de aferição para os alunos dos 4º e 6º anos de escolaridade.
Quero, antes de mais dizer que tenho uma opinião muito crítica sobre os exames, como modo de avaliação quer dos alunos. quer do sistema educativo.
Não quero com isto dizer que eles devam pura e simplesmente ser banidos, mas apenas que estes instrumentos não devem ser sacralizados, a tal ponto que se faça depender deles (como alguns defendem) a credibilidade e a qualidade do Ensino.Há muitas mais formas de avaliar, mais rigorosas e mais fiáveis.
Entretanto, os exames, por estranho que pareça, podem até ser uma arma política.
Estou a ser exagerado?
Então vejamos.
Como ex-professor de Matemática, tive a curiosidade de dar uma vista de olhos à prova de aferição desta disciplina, para o 6º ano.
Fiquei surpreendido pela extrema facilidade do teste. Tirando uma ou outra pergunta a exigir um pouco mais de reflexão, as questões colocadas eram tão elementares que, qualquer aluno, mesmo dqueles que, normalmente não são lá muito bem sucedidos em matemática, alcançaria um resultado positivo.
E porquê esta facilidade?
Como se sabe, no ano passado, os resultados obtidos neste tipo de prova, apontaram para um elevado grau de insucesso, designadamente, ao nível dos 2º e 3º ciclos.
Isto, apesar de estar em marcha um Plano Nacional de Matemática.
Então, há que, este ano, mostrar que houve melhoria e que as coisas estão a funcionar.
Com um teste deste grau de dificuldade, não será arriscado prever que, lá mais para diante, se vão apregoar loas à acção do ministério.
Estão agora a entender como um mero exame até pode ter significado político?

Etiquetas:

2 Comments:

Blogger Andreia do Flautim disse...

Concordo contigo!

12:18 da tarde  
Blogger bell disse...

Eu concordo e discordo. Passo a explicar: estive na aplicação da Prova de Aferição de Matemática, também a achei extremamente simples, mas ia reparando nas respostas dos alunos e via cada disparate... Portanto, o objectivo, ao elaborar provas mais simples, é político - mostrar que as medidas implementadas pelo governo estão a surtir os efeitos desejados, mas os alunos "despacharam" a prova e não sei como serão os resultados, será que vai haver tanto sucesso assim?

6:55 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home