ESTA FIRMA FOI FUNDADA EM 31-12-2004.

sexta-feira, janeiro 13, 2006

POR QUÊ?


Continuando um pouco na órbita de um texto anterior, a propósito do " Não me mintas" do C. Tê e R. Veloso, volto aqui a falar na necessidade que todos temos ( e reforço este todos até porque a maioria dos comentários a esse escrito referia, e muito bem, que a responsabilidade não pertence apenas à Escola) de estimular a criatividade, o espírito de descoberta, a agilidade mental dos nossos jovens, como condição para que eles venham a ser cidadãos intervenientes, activos, capazes de enfrentarem os cada vez mais complexos desafios do mundo e da vida.
Porque, sobretudo nas primeiras idades da sua vida, as crianças estão num processo de apropiação do mundo que as rodeia. Por vezes com actividades de exploração aparentemente bizarras.
Há uma canção da Adriana (Calcanhoto) Partimpim, chamada "8 anos" que toca muito bem essa deliciosa "idade dos por quês" que se sabe ser muito importante para o desenvolvimento sadio de uma criança.
O grande problema é que, na maior parte dos casos, os adultos, impacientes e apressados, não respondem ou, o que ainda é pior, ridicularizam a pergunta.
Mas é sempre importante responder. Com as palavras e os conceitos adequados, mas sem infantilizar e, sobretudo, sem disfarçar ou mentir.