ESTA FIRMA FOI FUNDADA EM 31-12-2004.

terça-feira, março 17, 2009

DEBATE


Ainda está na ordem do dia, a recente tragédia ocorrida numa escola da Alemanha, onde um tresloucado assassinou 15 pessoas.
Perante tão absurdo acontecimento, as mais diversas análises surgiram, na tentativa de resposta á pergunta que mais vezes aparecia nas reportagens que foram transmitidas: "Porquê?".
É preciso reflectir sobre estes episódios de violência e sobre o facto de eles ocorrerem, com inusitada frequência, em escolas.
Como é óbvio, tenho opinião sobre isto. No entanto, como é uma matéria sobre a qual não haverá consenso, decidi abrir, com os meus amigos e amigas, mais um debate, à imagem de outros que já por aqui passaram. Aliás, de onde a onde, tenho recebido mensagens para lançar mais iniciativas do tipo.
Então, gostaria que, quem me lê, participasse, na medida do possível, na discussão deste tema.
Para além de, como é habitual, quem contribuir com os seus textos, poder abordar a questão do modo que entender, sugiro, desde já, alguns tópicos:

1- Será que vivemos, hoje, numa sociedade particularmente violenta ou o que acontece é que os acontecimentos violentos são mais mediatizados e, por isso, ampliados?
2 - Por que será que muitas explosões de violência ocorrem em escolas? Será que estes locais são potencialmente violentos?
3- O que levará determinados indivíduos a comportamentos de extrema violência? Ausência de valores? Influências sociais? Carências económicas? Doenças do foro psiquiátrico? Outros factores?
4- Que fazer para prevenir a repetição destas tragédias?


Como tem acontecido nos outros debates, a participação pode ocorrer de duas formas: através de texto deixado na caixa de comentários ou através do seu envio por correio electrónico para



Para que mais gente tenha conhecimento desta proposta, o presente post ficará aqui durante dois ou três dias.
À medida que me cheguem as contribuições, elas serão aqui divulgadas.
Desde já, o meu muito obrigado pela vossa atenção.

Etiquetas:

2 Comments:

Blogger Andreia do Flautim disse...

Eu penso que violência sempre houve e sempre haverá. Claro que com a comunicação social sempre a bombardear-nos com tudo parece-nos que se calhar há mais violência...

Não acho que aconteçam só nas escolas. Mas como agrupa muita gente, quem vai à procura de violência escolhe sítios com muita gente...

Penso que neste caso só pode ter sido alguma demência!

Para prevenir só mesmo com policiamento à entrada da escola. Quem é que adivinhava que um aluno ia entrar armado e fazer uma coisa daquelas?

11:11 da manhã  
Blogger SILÊNCIO CULPADO disse...

António

Vou tentar sintetizar o meu pensamento.

1)Efectivamente nós vivemos em sociedades extremamente violentas e os próprios media são formas de violência. Poderemos contrapor que, em sociedades menos avançadas, a violência até é maior em certas manifestações mas são as sociedades industrializadas que, fomentando o individualismo e o salve-se quem puder, apresentam uma violência mais dura e crua, sem brechas na sua continuidade.
2) As escolas são palcos de competição, segregação e extravar de frustrações. Os professores estão impreparados, na sua grande maioria, para lidarem com esta realidade.
3) Penso que o leva à violência é a falta de amor, a baixa auto-estima, a desvalorização permanente do indivíduo que não corresponde a determinados padrões. Neste teatro de injustiça o ser humano perde-se, odeia, afunda-se. As características genéticas, em meu entender, pesam pouco face à pressão social a que o indivíduo está sujeito.
4) A prevenção é fundamental mas o poder não quer essa prevenção por a mesma implicar uma maior justiça social que não lhe interessa.


Abraço

11:41 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home